O que é design gráfico? O que faz um designer gráfico?

Descubra tudo sobre a profissão, salário e mercado de trabalho.

O que é Design Gráfico?

Eae? Td bele!

Se você não é um eremita várias vezes por dia “tropeça” no design gráfico.

Sabe quando você se depara com o cartaz que promove aquele evento bacana que você planeja ir no fim de semana? E aquele banner informativo que você viu enquanto acessava o site do mesmo evento? Então possivelmente eles foram criados por um designer gráfico.

Até mesmo a logo da empresa que divulga o tal evento é função do designer gráfico projetá-la.

Sabendo disso talvez você ache que trabalhar criando algo como esses exemplos possa ser o tipo de coisa que te proporcione prazer e considera pesquisar melhor sobre profissão de designer gráfico.

Você chegou no lugar certo. Neste artigo você encontrará as principais informações sobre a profissão de design gráfico e poderá assim decidir se esse caminho que você quer seguir profissionalmente.

Então neste artigo você saberá:

Mas antes de prosseguir com o artigo, já que estamos falando de Design, eu quero aproveitar a oportunidade para te avisar que estamos com inscrições abertas para o nosso curso de Fundamentos do Design Visual. O curso Fundamentos do Design Visual é focado nos fundamentos, conceitos e princípios do Design Visual.

Neste curso você poderá se aprofundar ainda mais sobre Tipografia, Cores, Grids, Gestalt entre outros fundamentos. Clique no link abaixo e conheça o nosso curso.

⭐️Curso Fundamentos do Design Visual⭐️
Saiba mais ➡ https://www.fundamentosdodesign.com.br Curso Fundamentos do Design Visual

Agora vamos ao artigo.

O que é design gráfico?

o que é design gráfico?

Antes mesmo de sabermos com mais detalhes o que faz um designer gráfico temos que entender sobre o que é segmento em que ele atua, o design gráfico.

Design gráfico é um segmento do design visual em que o Designer projeta soluções funcionais e de apelo estético através da comunicação visual aplicadas em peças gráficas.

A comunicação utilizada em projetos de design gráfico é realizada através do uso de imagens, textos e ilustrações que são distribuídos harmoniosamente aplicando-se os fundamentos do design necessários.

O que faz um designer gráfico?

O que faz um designer gráfico?

O designer gráfico cria soluções através de projetos de comunicação visual que atendam as necessidades do mercado. Ele pode atuar em projetos gráficos que envolvam tanto o impresso quanto o digital, desenvolvimento de marca gráfica, identidade visual, sinalização entre outros.

Na atualidade este profissional é favorecido pelas constantes inovações tecnológicas do mundo digital que disponibilizam ferramentas fantásticas para criação e produção de peças gráficas.

Com a utilização de softwares como Photoshop, Illustrator, Corel, InDesign, Adobe Premiere, After Effects, entre outros, o Designer Gráfico está equipado com recursos diversos para aplicar as mais variadas técnicas.

Essas ferramentas aliadas ao conhecimento do designer gráfico faz com que profissional desempenhe importante papel em tarefas que envolvam o planejamento e produção de comunicação visual para:

  • projetos editoriais;
  • livros;
  • revistas;
  • jornais;
  • banners;
  • cartazes;
  • adesivos;
  • panfletos;
  • camisetas;
  • papelaria;
  • sinalização;
  • logotipos;
  • símbolos;
  • criação visual de sites;
  • banners para internet;
  • peças audiovisuais, etc.

Perfil de um Designer Gráfico

erfil de um Designer Gráfico

Talvez você olhe para si e tente identificar se você se enquadra no perfil que a profissão exige.

Acredito que as principais característica que te favorecem a ser um bom designer gráfico são a vontade de aprender, a empatia e gostar de resolver problemas.

Isso porque você, como designer gráfico, enfrentará desafios que mesmos parecidos podem carregar uma particularidade que necessite aprender algo novo, ou atender no projeto um público com uma necessidade especial e que demande uma solução funcional.

Mas existem outras características que podem indicar se você tem o perfil para atuar na área de design gráfico como;

Gostar de artes e eventos culturais – Quanto mais seu repertório abranger de elementos visuais mais contribuíram na composição de seus projetos. Portanto assistir filmes, ir em exposições, ler livros e revistas, e até analisar a composição gráfica destes podem aumentar seu repertório.

Ter bom senso estético – Você precisa saber julgar e decidir não só o que é belo, mas também agradável aos sentidos do ser humano.

Saber expressar ideias através do desenho – Isso que você não precisa ser um exímio desenhista, basta que com alguns traços você consiga rascunhar uma ideia.

Gostar de tecnologia – Atualmente Design e tecnologia caminham juntos. Um Designer passa boa parte do tempo manuseando softwares gráficos e pesquisando referências na internet.

Saber trabalhar em equipe – Você pode até trabalhar de forma independente como freelancer, mas de qualquer forma em muitos projetos você precisará interagir com profissionais de outras áreas e equipes para debater sobre planejamento e outras questões.

Comprometimento com os resultados – Se comprometer com o que foi acordado garante que você entregue de acordo com os requisitos e dentro do prazo.

Um adendo importante aqui é a ideia que profissionais de áreas ditas criativas devem ser criativos para atuar. Ninguém nasce criativo e todos têm seu grau de criatividade em qualquer campo de atuação. Quanto mais repertório você tiver, mais capacidade de externar sua criatividade você terá.

Conhecimentos fundamentais

Para começar a entender o design gráfico é necessário que você tenha contato, em uma graduação ou de forma autodidata, com fundamentos essenciais do design que contribuem com soluções viáveis e que tragam resultados. Me refiro a fundamentos como tipografia, cores, gestalt, grids, entre outros.

Você pode estudar o contexto histórico para entender movimentos importantes. Pesquise sobre história da arte e história do design.

Fundamental também é dominar softwares gráficos como o Photoshop, Illustrator para começar.

Outra coisa importante é conhecer os processos utilizados em projetos de design editorial (livros, jornais, revistas, material didático e publicações institucionais), de design digital (artes para websites e produtos multimídias) e na criação de identidade visual corporativa e de produtos. Como também definir os entregáveis.

Conforme você for pesquisando e até atuando com design gráfico você irá perceber que as características de cada projeto podem requisitar também o entendimento, mesmo que superficial de várias áreas do conhecimento humano além dos conhecimentos inerentes ao design gráfico. Então conhecimentos em áreas como psicologia, marketing, publicidade, economia, empreendedorismo entre outros podem ser benéficos.

O mercado de trabalho

O mercado de trabalho design gráfico

O Designer Gráfico é requisitado por empresas de comunicação e indústrias de diversos setores. Ele pode trabalhar tanto em Instituições públicas, privadas e do terceiro setor que demandem criação projetos de comunicação visual.

Ele pode atuar em:

  • agências de publicidade;
  • editoras;
  • departamento de comunicação e marketing de empresas;
  • escritórios e estúdios de design;
  • gráficas, empresas de embalagens;
  • produtoras de vídeo e cinema, emissoras de TV.

Ele também pode atuar como freelancer ou seguir a carreira acadêmica.

Qual o salário de um designer gráfico?

Segundo a Love Mondays, plataforma que ajuda profissionais a encontrar a empresa ideal e a descobrir salários em mais de 100.000 empresas, o salário médio de um designer gráfico baseado em 1.716 salários postados por funcionários na plataforma e que atuam nesta profissão, é de R$ 2.539,00 por mês.

Mais esse números podem variar por causa de fatores como a região, segmento da empresa entre outros. A própria Love Mondays alerta que o salário pode variar de R$ 600,00 a R$ 20.000,00.

Por enquanto não exige diploma Superior

Para que uma pessoa trabalhe como Designer Gráfico não é exigida a formação superior, pois a profissão ainda não é regulamentada. E para falar a verdade nem sabemos se um dia será, não que isso seja ruim, enfim, é assunto para outro vídeo…

Portanto a experiência de mercado e um bom portfólio que comprove que você é capaz de executar as tarefas inerentes a área, podem ser (normalmente são) mais importantes e os suficientes para que você atue no mercado de trabalho.

Independente disso eu não vou te deixar na mão quando o assunto é curso de Design Gráfico, por isso a seguir apresentarei quais opções de curso você tem para iniciar a sua jornada.

Quais os tipos de cursos de cursos de Design Gráfico?

Existem vários tipos de curso de design gráfico que você pode realizar. Desde online a presenciais, dos mais baratos aos mais caros. A escolha ideal pode variar com o perfil de cada pessoa e não existe certo ou errado. Cada um pode seguir por um caminho diferente e mesmo assim ainda obter sucesso. Basicamente você pode escolher entre os tipos de cursos:

  • Curso Livre: cursos presencias de curta duração. Normalmente a maioria dos cursos livres de design gráfico são mais avançados e específicos em um tema. Por exemplo: curso de direção de arte, curso de criação de logotipo, curso de proporção áurea, entre outros.
  • Curso Online: cursos no formato EAD, onde você pode estudar de casa com um preço, comumente, mais barato. Nessa categorias encontramos vários tipos de cursos:desde o básico até o avançando. Aqui no Chief of Design temos um curso de design gráfico chamado Fundamentos do Design. Você conferir clicando aqui.
  • Curso Técnico: existe uma boa gama de cursos técnicos de design gráfico. Esses cursos podem ser gratuitos, normalmente em escolas públicas, quanto pagos.
  • Faculdade de Design Gráfico: cursos superiores na área de design gráfico. Pelo Brasil existem inúmeras instituições de ensino que oferecem curso de design gráfico em nível superior. Em curso superior temos dois tipos: o bacharelado e tecnólogo. O bacharelado dura cerca de 4 anos enquanto o tecnólogo dura de 2 à 3 anos.
  • Especialização, pós graduação, mestrado e etc:  É possível continuar a sua vida acadêmica realizando cursos design gráfico em nível lato sensu e stricto sensu.

Como escolher um curso de Design Gráfico?

É difícil falar, pois depende de cada pessoa: perfil, situação financeira, região onde mora. Mas eu tenho algumas dicas para te passar dependendo do seu nível de conhecimento atual:

  • Não sei nada, estou começando do zero: nesse caso a melhor opção pode ser estudar por conta e no caso de curso de design gráfico, talvez seja fazer um curso livre ou online. O risco nesses cursos são menos pela sua curta duração e baixa investimento (se comparado com outros tipos).
  • Já tenho conhecimento prévios, mais ainda estou na dúvida: nessa situação talvez o melhor caminho seja realizar mais cursos de curta duração e onlines e também partir para um técnico ou até mesmo tecnólogo, depende do grau da dúvida.
  • Tenho certeza que é isso que quero. Já atuo ou vou atuar na área: se você já está decidido do que quer, se já atua na área mais deseja mais conhecimento e/ou melhorar o seu currículo, a melhor opção pode ser fazer uma faculdade de design gráfico ou um tecnólogo de design gráfico.

No vídeo de hoje falei um pouco sobre a faculdade de Design, sobre como você pode iniciar os seus estudos e carreira na área de Design Gráfico.

O que devo saber antes de ingressar em um curso de Design Gráfico?

Curso de Design gráfico: imagem ilustrativa de uma designer gráfico trabalhando

A principal coisa que você deve saber é que não exite curso no mundo que irá te ensinar tudo. nenhum curso vai suprir 100% das suas necessidades de informações e conhecimentos. É muito importante que você sempre continue se atualizando: seja estudando por conta, seja frequentando cursos de design e áreas co-relacionadas.

Design Gráfico – Como começar? Qual curso fazer? Qual faculdade de Designer Gráfico?

Eu gravei um vídeo específico sobre o assunto. Procurei responder as principais questões que surgem na mente de quem está procurando por um curso design gráfico para iniciar a sua jornada. nessa área, como:

  • Por onde começar na carreira de designer gráfico?
  • Quais livros você pode investir?
  • É melhor fazer faculdade ou curso design gráfico?
  • Tecnólogo ou Bacharelado de design gráfico?
  • Curso online ou presencial?
  • Entre outros.

Espero que goste do vídeo :). Assista agora:

Considerações Finais

Por mais que digam que o curso de Design Gráfico está desvalorizado…Quem tem muito sobrinho… Que é isso…. Que é aquilo…O fato é que Design vem sendo cada vez mais entendido como uma ferramenta estratégica dentro das empresas e que sempre existirá trabalhos. Seja para criação de logotipos, para artes para rede sociais, para impressos, entre tantas outras atribuições. O curso de Design Gráfico pode ser uma porta de entrada para você ingressar no Design de identidade visuais, de social media, design digital e podendo até mesmo depois, se achar conveniente, mudar de área no Design indo para UX Design ou UI Design, por exemplo.

Se você gosta de design e se trabalhando com isso, siga em frente. Apesar das dificuldades você pode ser bem sucedido. E para te ajudar a entender os fundamentos essenciais do design, eu te convido a conhecer o nosso curso Fundamentos do Design Visual. Atualmente estamos com inscrições abertas. O curso Fundamentos do Design Visual é focado nos fundamentos, conceitos e princípios do Design Gráfico e Visual.

Neste curso você poderá se aprofundar ainda mais sobre Tipografia, Cores, Grids, Gestalt entre outros fundamentos. Clique no link abaixo e conheça o nosso curso.

⭐️Curso Fundamentos do Design Visual⭐️
Saiba mais ➡ https://www.fundamentosdodesign.com.brCurso Fundamentos do Design Visual

Então é isso, Galucho! Se você gostou desse vídeo deixe o seu like e compartilhe com seus amigos eu tiverem interesse 😀

Deixe a sua opinião, dúvida e/ou experiência na área de design gráfico, nos comentários abaixo, bele? 😀

Caso tenha mais dúvidas eu vou deixar abaixo alguns links com mais conteúdos.

Até mais.

Forte abraço.

Até mais.

David Arty

Olá. Sou David Arty, fundador do blog Chief of Design.
Sou natural de São Paulo, Brasil. Trabalho com design, principalmente com design para web, desde 2009. Procuro transformar ideias loucas e complexas em peças simples, atrativas e funcionais.