Quais arquivos o Designer deve entregar para o cliente?

Saiba quais são entregáveis no Design Gráfico e Web Design

Entregáveis no Design - Quais arquivos o Designer deve entregar para o cliente?

Eae, tudo bele?

Uma dúvida muitoo recorrente entre os designers, principalmente iniciantes, e que já eu tive também, é sobre os entregáveis. Afinal quais arquivos o Designer deve entregar para o cliente? Quais são os entregáveis no design?

E por mais comum que seja essa dúvida, dificilmente você encontrará uma boa resposta na web. Na maioria dos casos apenas achará mais dúvidas. O fato é que o trabalho da criação, seja de um logo, um banner, é um trabalho que envolve várias etapas como: pesquisar, projetar, testar aplicações, apresentar o projeto para o cliente e depois entregar os arquivos.

E justamente na parte que deveria ser a mais tranquila, é pode-se encontrar várias dúvidas, do tipo: entrego o arquivo aberto ou fechado? Envio em PNG ou JPG? Mando em PDF ou EPS? Quantos arquivos devo enviar para o cliente? Quais arquivos o Designer deve entregar para o cliente? E por aí vai…

A grande questão que você deve responder para solucionar essas dúvidas, é: Qual arquivo o meu cliente precisa para dar prosseguimento ao projeto? Qual arquivo ele precisa para publicar o projeto?

Caso você consiga responder essas perguntas, já terá encontrado a solução para grande parte das suas questões.

Entretanto, é óbvio que não vou terminar o artigo desta maneira. Por isso neste artigo falarei sobre quais arquivos você deve enviar para o seu clientes. Aqui, vou explicar sobre os entregáveis no design gráfico e web design, pois são as áreas que tenho conhecimento para falar.

Quais arquivos o Designer Gráfico deve entregar para o cliente?

No Design gráfico, existem vários casos que poderiam ser citados. Vou me atentar aos principais que são sobre projetos de papelaria e logos, ou identidades visuais.

Peças Gráficas

Quando se trata de peças gráficas como cartão de visitas, papel timbrado, banner, adesivagem, etc; na esmagadora maioria dos casos você deve entregar para o cliente o arquivo PDF.

E esse PDF precisa estar configurado para impressão, como por exemplo: em formato PDF x1a, cores em CMKY, margens e sangrias determinadas, entre outras configurações.

Com um PDF o seu cliente conseguirá mandar a gráfica o arquivo e torná-lo impresso.

Salvo outros casos, normalmente o PDF já é suficiente. Eu explico melhor sobre no vídeo que está neste artigo.

Logos – Identidade visuais

Já no caso de identidade visual você tem mais opções para enviar. Inclusive esse é um assunto polêmico, por vezes.

No geral,você precisa enviar em dois tipos diferentes de arquivos: bitmap e vetor. Eu recomendo que utilize no mínimo PNG (fundo transparente) e PDF (vetor).

Esses dois tipos de arquivos podem suscitar outros tipos e com eles em mãos qualquer designer consegue trabalhar.

Mas você também pode fazer um kit de peças enviando além do PNG e do PDF, um JPEG (bitmap), EPS e SVG (vetores). Sempre enviando com todas as variações do logo.

Caso você não sabe as diferenças entre vetor e bitmap, assista o vídeo abaixo para aprender.

E caso vocÊ esteja se perguntando sobre manual de marca, saiba que entendo como uma peça a parte que pode ser cobrada por isso. Eu criei um artigo onde falo sobre a criação de um manual de marca (clique aqui para ler).

Devo enviar o arquivo aberto para o cliente?

Essa é grande questão polêmica da coisa. Isso pode variar dependendo da política do designer e do contrato acordado com o cliente.

Acredito que apenas em caso a seguir você deva enviar o arquivo aberto, no restante não há necessidade e o apenas o arquivo final já é o suficiente.

E caso ele queira os originais você pode cedê-los mediante alguma taxa estipulada em contrato.

Porém, é bom lembrar que o combinado não é caro. É bom deixar tudo esclarecido logo no começo para o cliente. E caso você combine de inclui também os arquivos originais, aberto, você deve incluí-los no pacote.

Quais arquivos o Web Designer deve entregar para o cliente?

Já no caso de design web, também pode variar de acordo com a peça criada.
Em geral, artes para redes sociais, banners digitais, entre outras artes, você deve enviar o arquivo final em PNG24.

Apenas em alguns casos específicos talvez precise enviar em JPEG, e no caso de animações normalmente enviasse um arquivo em GIF.

Por outro lado, quando se trata de enviar o layout de um site o cenário muda de figura.

Caso não seja você que irá codificar o site, você deve entregar o arquivo editável para o cliente. Isso se faz necessário para que o desenvolvedor, que colocará o site no ar, possa exportar as imagens necessárias para colocar o site no ar.

Agora, caso seja você que irá codificar o site e exportar as imagens, você deve medir o custo benefício entre peso e qualidade da imagem.

Em média, imagens com transparência e que precisam de alta qualidade você escolherá pelo PNG. Já imagens que podem ter menos qualidade e complexidade de cores, você pode utilizar o JPEG. E no caso de animações, você utilizará GIF.

Sobre todo esse assunto decorrido aqui eu gravei um vídeo explicando sobre e expondo a minha opinião. Assista agora o vídeo abaixo para complementar o conhecimento passado aqui.

Quais arquivos o Designer deve entregar para o cliente? 😱

 

Então é isso, Galucho! Se você gostou desse vídeo deixe o seu like e compartilhe com seus amigos eu tiverem interesse 😀

E ajude a gente se inscrevendo em nosso canal no Youtube (clique aqui para conhecer o canal).

Compartilhe a sua opinião, dúvida e/ou experiência deixando o seu comentário abaixo, bele? 😀

Forte abraço.

Até mais.

David Arty

Olá. Sou David Arty, fundador do blog Chief of Design.
Sou natural de São Paulo, Brasil. Trabalho com design, principalmente com design para web, desde 2009. Procuro transformar ideias loucas e complexas em peças simples, atrativas e funcionais.