Web Design e Desenvolvimento Web: 50 perguntas e respostas

Tudo o você gostaria de saber sobre criação de sites, mas não sabia para quem perguntar

web design - 50 perguntas e respostas

Eae, tudo bele?

Já pensou que  se as suas principais dúvidas sobre  Web Design e Desenvolvimento Web fossem respondidas? Aquelas que que mais te intrigam e te deixam com várias dúvidas?

Pois é! Eu pensei em te ajudar e criei este artigo com 50 questões respondidas sobre Web Design e Desenvolvimento web.

É claro que não é humanamente possível responder a todos que me procuram, e as diversas dúvidas que recebo. Entretanto separei uma parte considerável de perguntas elaboradas por leitores aqui do blog , que me acompanham de forma mais próxima, acessando meus e-mails e participando dos conteúdos.

Tendo em mãos essas questões, hoje decidi tirar  informações importantes de dentro do baú do Chief para esclarecer  em 50 perguntas de Web Design e Desenvolvimento Web, as as principais dúvidas da galera.

Aproveite e confira! Quem sabe você não encontra uma questão semelhante àquela dúvida que ainda pairando em sua mente?

Entre os principais assuntos que vamos tratar estão dúvidas sobre: Web design, Front-end, Carreira, WordPress, HTML e CSS, entre outros.

Preparado? Então sigam-me os bons!

1 – Como anda o mercado de web design brasileiro?

O segmento de web design e afins está em franco crescimento. O cenário propicia isso. Veja: temos no Brasil mais de 51,3 milhões de e-consumidores, o que pressiona o empresariado a possuir presença online para seus empreendimentos e consequentemente a contratação de profissionais para construção de seus websites.

Isso sem contar que 54,9% das residências no Brasil tem acesso a internet o que reflete em um grande caminho a percorrer onde surgirão oportunidades.

Outro dado relevante é que, segundo a ABRADi, o setor criativo responsável pelo crescimento e desenvolvimento de sites foi responsável pela maior fatia de faturamento do setor digital atingindo 30,4% do total obtido. Esse dado é segundo o último Censo realizado em 2013 e só revelado em 2016. E segundo este mesmo Censo, o faturamento do setor foi de R$ 2,7 bilhões, um crescimento de 25% em relação a 2012, quando faturou R$ 2,2 bilhões.

Eu gravei um vídeo onde falo mais sobre essa parte, você pode conferir clicando aqui!

2 – Onde pode trabalhar um Web Designer?

Há espaço em departamentos de comunicação, marketing, em agências de publicidade, empresas de TI , Startups, produtoras de vídeo, editoras de jornais e revistas on-line, ONGs, entre outras opções que necessitam ter um site ou que tem um negócio online. Também pode atuar de forma independente, como Freelancer  ou agência, prestando serviços.

3 – Como está o mercado para o Web Designer com tantas plataformas prontas como Wix e Uol, entre outros?

Onde pode trabalhar um Web Designer

Esse é um assunto que gera muita discussão, porque certas pessoas acreditam que o uso de certos construtores online do “tipo clica e arrasta” prejudicam os profissionais da área.

Eu acredito que o público que vai atrás desses construtores não deve ser o seu público-alvo. Eles estão em outro estágio onde a preocupação com a facilidade e, até em alguns casos, com a gratuidade de certas plataformas são prioridades. Não acredito que você deve pensar que está perdendo clientes.

Um dia muitos desses clientes mudarão de estágio e necessitarão de algo mais robusto  e específico que essas plataformas não oferecem. Nesse momento que eles se enquadrarão em sua faixa de público-alvo, porque saberão, enfim, de verdade o que querem.  E nesta hora será sua vez de entrar em campo.

Tem um lado bom de ver o Wix no topo da parada: muita gente que não tinha recursos para contratar um profissional web se encorajou a ter uma presença online. Muitos não irão prosperar, isso é normal no mundo dos negócios. Os que prosperarem perceberão que precisam de algo a mais. E a vida seguirá!

Outro ponto importante é que essas empresas contratam designers para criarem os layouts e templates que vendem. Logo por mais que possa parecer, eles não atrapalham de forma efetiva a carreira de um Web Designer.

4 – Quais os tipos de trabalho um Web Designer faz?

Ele pode criar layouts para diferentes tipos de sites, banners, peças gráficas para mídias sociais, entre tantas outras peças digitais. Mas para você ficar mais por dentro das tarefas que um Web Designer executa sugiro que você assista este vídeo

5 – Mexer com Web Design é para todos?

Todo mundo que gosta de design, de tecnologia, de artes, etc; e se dedicar para estudar e praticar, pode sim se tornar um Web Designer.

6 – Vale a pena trabalhar como Web Designer?

Vale a pena trabalhar como Web Designer?

Vale muito a pena se você se identifica com área( como você verá no tópico a seguir).

Afinal trabalhar com o que se gosta é o que fará você levantar todos os dias para enfrentar os desafios.

7 – Como saber se eu terei gosto pelo Web Design?

Na questão anterior falei que vale a pena trabalhar se você se identifica. Mas como saber se ainda você não teve contato com área?

Segue algumas pequenas dicas que podem te orientar. Veja se você se enquadra nesses requisitos:

  • Você é criativo;
  • Você gosta de comunicação;
  • Você sente empatia pelas pessoas;
  • Você gosta de tecnologia;
  • Você admira artes e comunicação visual;
  • Você possui bom raciocínio lógico;
  • E o principal; você tem disposição para resolver problemas.

Se você se enquadra bem nesses requisitos você tem uma grande chance de gostar de atuar na área.

Claro que existe diferenças entre trabalhar com algo e simplesmente gostar. Mas caso tenha  esse tipo de perfil, já é meio caminho andado.

8 – Qual é o salário médio de um Web Designer?

Depende de vários fatores: região do país, seu nível e experiência, o segmento da empresa, etc.

Em média um web designer ganha de 2 a 3 mil reais. Mas isso é apenas uma média. Esses números podem variar.

9 – Por onde devo começar? HTML, CSS e JavaScript ou Design?

Depende do seu objetivo. Os itens citados na pergunta estão correlacionados as profissões de Web Designer e Desenvolvedor Front-end.

Caso seu interesse seja seguir a carreira de Web Designer sugiro que comece pelos fundamentos de Design de uma forma geral e aprofunde nos conceitos de Web Design.

Se tiver facilidade para aprender coisas simultaneamente, comece também a praticar em softwares de edição de imagem como o Photoshop e de arte vetorial como Corel Draw ou Illustrator. Depois parta para as linguagens HTML e CSS.

Tenho um material muito massa ( e não é porque fui que fiz, não. Ele é bom de verdade.) que auxilia Designers a lidarem com estas linguagens de um site mais simples e focando no essencial . Se tiver interesse sugiro que confira aqui o meu eBook de HTML &CSS!

Porém se objetivo é ser um Desenvolvedor Front-end corra para aprender HTML e CSS. Javascript? Não antes de você compreender lógica de programação.

E para aqueles que possuem interesse em se tornar um Desenvolvedor Back-end, se este for seu caso, comece com lógica de programação que você estará apto a aprender qualquer linguagem do lado do servidor.

10 – Qual é o melhor caminho de aprendizado que devo seguir para aprender os princípios do design na área?

princípios de web design

Acredito que o melhor caminho de aprendizado é aquele que traga organização aos estudos para ganhar tempo, boa didática e desafios de ordem prática. Aliado a tudo isso você também pode considerar ao qual você melhor se adapta.

Existem diferentes caminhos. Você optar por se um autodidata ou por cursos. Dentre os cursos existem os presenciais e os online.

Eu gosto de cursos online e não digo isso só porque ofereço um curso online da área cujo conteúdo engloba os fundamentos de Design e Web Design. Digo isso por os cursos online reúnem o melhor de todos os mundos:

  • Primeiro porque é um especialista que está instruindo;
  • Segundo é que muitos dos cursos estão organizados de tal forma que dificilmente você encontraria organização igual, seja na web ou presencial.

Você ganha tempo com isso, além de não se preocupar com deslocamentos para cursos presenciais. Na maioria deles você pode estudar de onde quiser, na hora que bem entender e com a possibilidade dar replay quantas vezes quiser, caso não entenda ou queira rever algo.

Mas escolher entre um curso  presencial, online ou até mesmo estudar por conta pesquisando na web, varia de cada perfil. Tem gente que precisa de um presencial. tem outros que tem menos tempo e preferem o online.  O melhor é avaliar o que é melhor para você.

11 – Quais as funcionalidades de cada linguagem – HTML e CSS?

HTML é uma linguagem de marcação. Ela tem a função de dar semântica ao conteúdo marcado.

Já o CSS é uma linguagem de formatação. Ela tem a função de dar estilo visual aos elementos HTML de uma página.

12 – Qual o melhor programa gratuito para quem está querendo aprender as linguagens HTML e CSS?

O bloco de notas é a melhor para aprender. Para trabalhar existem melhores. Porém no caso de aprendizado o bloco de notas é indicado porque não possui ferramenta de auto completar o que vai te obrigar a digitar certo e memorizar a sintaxe das linguagens.

Entre as opções de software para trabalhar temos inúmera opções como: Sublime Text
Brackets, Notepad++, NetBeans.

13 – Como entender melhor JavaScript e jquery?

Para entender melhor você deve aprender antes lógica de programação. Depois deve se aprofundar na sintaxe dessa linguagem. Esse  é o caminho certo.

14 – Sou iniciante, preciso obrigatoriamente dominar as ferramentas gráficas?

Deve dominar sim. Não existe Web Designer sem o domínio mínimo de ferramentas gráficas. Porém não antes de se qualificar nos fundamentos de Design. Ferramentas são apenas uma parte do processo e, talvez, seja até uma das etapas mais fáceis de aprender.

Sugiro também que você assista também o vídeo do link a seguir:
➡ Fundamentos de Design são mais importantes do que Softwares (Ferramentas).

15 – Quais as principais ferramentas que um Web Designer precisa saber utilizar para se destacar na área?

ferramentas web design

Não que ferramentas vão fazer você se destacar, mas são necessárias para seu bom desempenho.

As ferramentas que vale a pena investir seu tempo para aprendizado são Photoshop, Illustrator, Corel Draw e algum editor de códigos como o Sublime Text por exemplo.

Também existem ferramentas especificas para layouts como Sketch (só para MAC) e Adobe XD.

E por fim você também pode lidar um pouco com InDesign, After Effects, Premiere, entre outros.

Nestes dois artigos a seguir você terá uma relação de ferramentas alternativas à citadas e outros para funções específicas que eventualmente você poderá usar.

➡ O que todo Web designer precisa saber
➡ Ferramentas de Front-End

16 – Como ser mais criativo na hora de criar qualquer tipo de gráfico? No caso só conhecer a ferramenta é necessário?

Para mim criatividade está relacionada com as coisas que você experimenta e observa. O que determina o que você fará na hora de criação estará relacionado com o problema a ser resolvido e o que você vivenciou até então.

Criatividade é organizar de forma coerente todo o seu repertório.

Logo, não existe uma chavinha que você liga e vem a criatividade. Para ser criativo na hora do trabalho, você deve sempre vivenciar novas (claro que não todas ( ͡° ͜ʖ ͡°) ) coisas em sua área de atuação, em outras ciências e pessoal.

E não se apague muito a ferramentas gráficas. Um bom lápis e papel são ótimas ferramentas. Rabisque muito, faça esboços, deixe externar suas ideias e você verá que errará muito antes de chegar aonde quer. Não existe criatividade sem experimentações.

17 – Qual é o melhor programa? Photoshop, Corel Draw, Illustrator?

O Web Designer normalmente lida mais com o  Photoshop ou Sketch (só para MAC) e Adobe XD, dependo do profissional.

Mas você criar até mesmo no Corel ou Illustrator, ou em qualquer outra ferramenta. Se você conseguir entregar o trabalho com qualidade, dentro do prazo e do combinado, pouco importa a ferramenta.

Não seja refém de ferramentas e nem tenha mente fechada. Afinal, você é um Web designer ou um micreiro, né?

18 – Qual a dica para acompanhar o máximo das novas tendências da área de Web Designer diante do tempo escasso sem se desestimular?

Se o seu tempo está escasso é bom sinal para ter calma. Na verdade, na maioria dos casos, essa questão de empo trata-se mais de uma má administração do mesmo do que falta de tempo.

E cuidado. Querer acompanhar o máximo de informações com o tempo curto é um bom caminho para a desestimulação.

Meu conselho é que foque em um assunto de cada vez, sempre dando prioridade para aquele que julgar mais importante. Você não sabe o poder que se tem ao dedicar a somente uma matéria de cada vez.

19 – Qual é a diferença entre profissionais Front-end e Back-end?

Desenvolvedor Front-end é aquele responsável por projetar as interfaces de um website, trabalhando com a parte da aplicação que interage com o usuário. Para isso, este profissional, lida com as linguagens do “lado da frente” como HTML, CSS e Javascript.

O Desenvolvedor Back-end lida com linguagens do “lado de trás”, também conhecidas como linguagens do servidor como PHP, Java, Python, Ruby, entre outras. Também  trabalha diretamente com banco de dados como MySQL, SQL Server, PostgreSQL, entre outros. Este profissional, atua no que o usuário não pode visualizar. Ele desenvolve o sistema que vai ser utilizado para gestão dos dados utilizando a interface desenvolvida pelo desenvolvedor Front-end.

Para visualizarmos melhor imagine quando você loga em um sistema.

A parte da frente, onde você inseri seu login e senha, é de responsabilidade do  Front-end. Já o back-end fica com o sistema procura e valida se o nome de usuário e a senha estão corretos, permitindo que você acesse a área restrita.

20 – Qual a diferença de um Web Designer para um Desenvolvedor Web?

web designer versus desenvolvedor

O Web Designer trabalha com o design do site, mas se preocupando com questões que visam a facilidade de uso experiência do usuário.

Já um Desenvolvedor Web, como já vimos na questão anterior, lida com a parte dos códigos da interfaces. E aí podemos ter uma divisão entre front-end,  que lida com a parte que o usuários interagem ou back-end que desenvolve o sistema que vai ser utilizado para gestão dos dados.

21 – Tem como trabalhar com Web Design sem necessariamente aprender programação? Ou é realmente necessário?

Por definição um Web Designer não efetua programação. Não acho essencialmente necessário. O máximo que ele pode lidar são com linguagens de marcação e formatação, que diferem muito das linguagens de programação. Porém pode ser um diferencial se um profissional saiba programar, mas é pouco comum.

Criar o design da página ao mesmo tempo  programar  pode te tornar em um profissional único, desde que faça os dois super bem.  porém aí que mora a questão: é muito raro alguém que consegue fazer isso em alta qualidade. Por isso normalmente o ideial é focar em um dos dois.

Tome cuidado para não se tornar um profissional “pato”. Não anda direito, não nada direito. Se proponha a fazer algo que faça bem. Talvez o caminho mias seguro é se especializar em uma área somente e focar nela.

Para aprofundar mais sobre essa questão assista este vídeo.

22 – Desenvolvedor é obrigado a saber design?

Obrigado é uma palavra forte, por isso minha resposta é não. Principalmente os desenvolvedores back-end.

Mas existem alguns desenvolvedores front-end que se aventuram com o Design. Isso porque é ele, o front-end, que vida ao layout no navegador,  aplicando-o no código. Muitos front-ends entendem de design e programas de edição gráfica.

O grande benefício disso é se sentir capacitado para assumir jobs freela mais completos e poder cobrar mais por isso.

23 – Preciso realmente saber tudo de código para ser Web Designer?

Não é necessário. Porém sempre bato na tecla que um Web Design deve conhecer HTML, CSS e um pouco de Javascript para poder criar pensando nas limitações que a área de desenvolvimento pode encontrar quando se depara com layout complexo.

Isso sem contar o bônus de poder assumir jobs mais completos trabalhando como freela.

24 – Existe alguma forma de trabalhar só com o design da página, sem precisar aprender códigos?

aprender códigos

Existem softwares que permitem você trabalhar no modo visual em que você não precisa lidar com códigos. Mas isso não é legal!  Eu não indico você utilizar o modo visual.

Lidar com códigos, no caso HTML e CSS, é também pensar em Design. Quando você pensa na melhor forma de codificar, no desempenho que as páginas terão por causa dos códigos é pensar em projeto.

25 – Por que a maioria dos programadores reclamam de programas como Adobe Muse e Dreamweaver?

Esta pergunta vem de encontro com a pergunta anterior. O Adobe Muse é um software que permite a trabalhar no modo visual sem precisar de escrever uma linha de código.

A primeira vista ele é maravilhoso, porém como todo editor visual ele gera um código sujo. Mas o grande problema nem é este. Imagine se você precisar fazer manutenção em páginas já publicadas, o Adobe Muse não poderá te ajudar. Você precisará de conhecer a sintaxe da linguagem utilizada.

Por isso tais programas, normalmente, são combatidos por desenvolvedores.

O Adobe Dreamweaver também tem essa possibilidade, porém tem  a opção de utilizá-lo sem o modo visual.

26 – Trabalho com Photoshop e manjo um pouco de Illustrator. Gostaria de saber se existe setores de criação somente ou terei que saber programar também?

Depende da empresa. Existem algumas que possuem profissionais com funções bem definidas. Alguns trabalham com criação enquanto outros trabalham com desenvolvimento web.

Mas existem lugares onde o criativo também tem lidar com códigos, principalmente HTML e CSS as quais eu friso sempre que um Web Designer deve aprender.

A tendência é que cada vez mais seja dividido entre setores (design, programação) e cada vez menos você veja vagas que pedem para que faça de tudo.

27 – É muito essencial ter conhecimento do WordPress hoje?

ter conhecimento do wordpress

Considero que sim. Atualmente o WordPress atinge cerca de 25% dos sites o mundo, está instalado em cerca de 75 milhões de websites de acordo com a Forbes. Imagine a potencial necessidade de manutenções que essa plataforma exige.

Sem contar os benefícios que esse CMS proporciona como fácil instalação, configuração, manutenção, temas e funcionalidades diversas. Se você ainda não conhece o WordPress corra para conhecer agora. Saiba mais sobre ele aqui!

28 – Ainda vale a pena criar sites em HTML, ou o WordPress seria a opção mais válida atualmente?

Isso vai de acordo com a necessidade do projeto. Se o projeto consiste em um site pequeno, de páginas estáticas e com pouca atualização pode ser feito só com HTML e CSS.

Lembrando que um site em WordPress é um site que resulta em páginas HTML. A grande diferença é que o WordPress possibilita a criação de sites dinâmicos, porque utiliza a linguagem php.

29 – Quanto tempo em média leva para a pessoa desenvolver bem um site do zero?

Essa pergunta é uma preocupação recorrente dos Galuchos. Gostaria de ter uma resposta precisa, mas talvez não consiga. Primeiro, porque não existe uma pesquisa sobre isso e segundo que mesmo hoje em dia, depois de vários anos,  eu sigo me aperfeiçoando para desenvolver bem um site do zero. Mas o mais importante é que eu desenvolvo dentro das minhas habilidades.

Aprender a desenvolver um site é como aprender a dirigir:

No começo você aprenderá a engatar a primeira e a segunda marcha, e mal dará sua primeira volta no quarteirão. Terá a impressão que precisa ser um alienígena com 3 braços para volante e freio de mão, 3 pernas para os pedais e vários olhos para o painel e retrovisores.

Depois de um tempo você já consegue dar voltas pelas ruas do bairro com só uma mão no volante e mais um tempo a frente você está encarando rodovias.

Para desenvolver sites é similar: no começo seus layouts podem sair confusos e cheios de problemas de usabilidade, depois de um tempo começa a criar bons layouts , mas estará apanhando no CSS. Quando menos você esperar estará estilizando temas WordPress.

Então senão se preocupe  com tempo e sim em superar etapas. Se aperfeiçoe na etapa de aprendizado que você está agora. Você será capaz de desenvolver dentro das suas habilidades e cada vez mais elas ficarão melhor.

E quando menos você esperar você estará desenvolvendo sites que satisfarão seus clientes.

30 – Como conseguir os primeiros clientes sem ser os amigos?

Para conseguir clientes você terá que ter algo para mostrar, no caso, um portfólio. E não é de todo mal que os primeiros clientes sejam amigos, ainda mais se eles pagarem por isso.

Porém não fique preso somente a essa questão. Caso não tenha clientes para construir o seu portfólio, crie-os. Se a porta tá fechada para você, tente entrar pela janela, pela chaminé ou se precisar crie a sua própria passagem.

Você pode criar projetos pessoais, redesign de sites, crie para ONGs, etc. fFaça algo que forme seu portfólio e mostre para o mundo. Com o tempo os clientes não serão somente os amigos.

31 – Como montar um portfólio do zero?

guia definitivo sobre portfólio

Já dei uma dica na questão anterior, mas vou dar uma melhor agora. Clique aqui e baixe gratuitamente nosso Guia Definitivo sobre Portfólio. Nele você aprenderá:

  • Por onde começar o seu Portfólio;
  • Como conseguir trabalhos para o Portfólio;
  • Como promover o seu Portfólio;
  • Como se apresentar de forma Profissional;
  • Como construir um Currículo Eficiente;
  • Como criar um vídeo de apresentação.

32 – Como posso ganhar dinheiro trabalhando como Web Designer?

Existem basicamente duas formas de você ganhar dinheiro trabalhando como Web Designer: como empregado ou como freelancer.

Se você tiver tempo e disposição pode potencializar seus ganhos trabalhando das duas formas.

Também existem outras possibilidades como consultoria, docente, etc.

33 – Posso ser bem-sucedido me tornando um Designer freelancer e trabalhando a partir da minha casa?

Lógico que sim. E isso tem a ver, além de se preparar tecnicamente, com sua atitude mental. Se você procurar agir positivamente, sem ficar estático na zona de conforto, você irá focar com afinco naquilo que você mais deseja no momento. O sucesso então será consequência de suas ações.

Atuar como freelancer é um dos caminhos promissores no cenário atual.

34 – Como posso aumentar minha captação de clientes?

Não existe regra, fórmula milagrosa e nem nada do tipo. O que pode aumentar a captação de clientes é:

  • A qualidade do seu trabalho, ou seja, ter um bom portfólio;
  • Se apresentar e ter uma postura profissional, cumprindo prazos, entregando com qualidade, etc;
  • Divulgar o seu trabalho. Essa divulgação pode ser feito através de propagandas e também no clássico “boca a boca”.

35 – Como cobrar sendo freelancer?

Outra questão que não existe regra específica.

Na minha opinião, o ideal é cobrar por projeto. Para isso você precisa saber o valor médio, da peça que esta desenvolvendo, no mercado e cobrar de acordo com os seus custos e habilidades/histórico profissional.

Para sabe o valor dos seus custos, você pode definir o valor hora. Existem várias fórmulas que fazem isso. A seguir segue uma fórmula simples  que aprendi com um professor para definir o valor hora:

Somes os seus custos:

Despesas pessoais + 20% ou 30%
Custos profissionais (internet , softwares, hospedagem de site, etc)

Por exemplo:
Despesas pessoais R$2500,00 + 30% = 3250.
Custos= R$1000

3250 +1000=  4250

_________________

Agora faça vezes um Lucro de 20% (lucro médio de serviços):

Por exemplo:
Lucro = 4250 x 20% = 850
_________________

Depois some todos os valores ( despesas pessoais, custos profissionais e lucro) e divida por 160 horas que seriam 40h semanais.
.
Por exemplo:
3250 +1000+850 (/160) = 31,80.

Valor hora: R$31.80

_________________

A partir dessa base você saberá o mínimo que pode cobrar por um projeto. Mas o valor final vai depender de outra variantes importantes como o valor médio de mercado daquela peça, se você é muito requisitado, se você tem alguma habilidade única, é especialista naquilo e etc.

Não existe uma regra para isso!

36 – É possível entrar na área sem realizar um curso especializado?

webdesigner-pro-treinamento-online

É possível, mas o caminho pode ser mais longo por dois motivos:

  1. Você vai ter que angariar pela web conteúdos que estão espalhados.
  2. Como você não tem conhecimento prévio sobre diversos assuntos fica difícil saber o que pesquisar quando nunca se viu falar na vida sobre determinado assunto, técnica ou ferramenta.

E foi para essa galera e também para quem já até está atuando na área que criei um o Web Designer PRO, um curso que visa cobrir assuntos como fundamentos de design, conceitos de web design, design de conversão, processo criativo, aulas de Photoshop, fluência em HTML, CSS e WordPress.

37 – Como ser um profissional sem curso superior?

Quem conhece minha história sabe que comecei a trabalhar na área sem ter curso superior e até conquistei uma vaga de emprego concorrendo com profissionais que já tinham curso superior. Acredito que o grande diferencial foi meu portfólio. E olha que não tinha tantos trabalhos.

Então o que sugiro é que pesquise muito e ponha em prática o que absorver, procure por um curso livre que atenda suas necessidades enquanto você não pode fazer uma faculdade e principal, construa seu portfólio para ontem.

Neste link eu disponibilizo um vídeo em que falo sobre o momento de fazer uma  Faculdade de Design agora. Que tal dar uma conferida? 🙂

38 – Existe um curso exclusivo só para Web Designer?

Se pesquisarmos no Google por “Faculdades de Web Design” ou “Design Digital” nas primeiras páginas pouca coisa encontraremos. O que existem mais por aí são cursos livres de Web Design.

Um caminho que muitos seguem é fazer uma faculdade de Design Gráfico, e durante ou após o término da mesma, fazer um curso livre de Web Design.

Eu te sugiro o Web Designer PRO que é indicado para aqueles que não tem muito tempo e pretendem fazer um curso com relativo baixo investimento, porém com muito conteúdo.

39 – Certificação acrescenta valor real?

Certificação é uma prova que, em tese, garante que um profissional domina determinado assunto tratado e está habilitado a trabalhar neste assunto.

Para mim este tipo de comprovação é válido apenas para vagas que fazem exigência do mesmo, que normalmente são poucas. Para muitas, ou maioria, das empresas o suficiente para te considerar capacitado o que você apresenta em seu portfólio ou em um teste prático positivo.

Tudo depende da cultura contratual da empresa.

40 – O que é design responsivo?

Basicamente é desenvolver websites que se adequam a diferentes dispositivos como celulares, tablets e desktop.

Pensar em design responsivo é inerente a construção de websites. Atualmente construir sites é sinônimo de executar design responsivo.

41 – Como fazer páginas responsivas?

Primeiro você deve saber como aplicar os conceitos do design responsivo e segundo compreender o uso das CSS3 Medias queries.

Para te ajudar te forneço 2 materiais essenciais.

ebook-web-design-responsivo

O primeiro é o Manual de Web Design Responsivo para você entender os conceitos e que você pode baixar neste link.

E segundo sugiro a leitura do artigo “Como usar o CSS3 media queries para que seu site atenda a diferentes resoluções de tela”.

42- Quais as melhores práticas para criar um bom UX?

Vou citar algumas:

  • Pesquisar sobre o público alvo e entender seus anseios e necessidades;
  • De acordo com a pesquisa oferecer conteúdo relevante para este público;
  • Garantir que as pessoas encontrem esse conteúdo de forma simples;
  • Garantir que naveguem facilmente por todo o site sem dificuldades e constrangimentos;
  • Garantir que elas acessem e que a boa experiência seja preservada mesmo em dispositivos de tamanhos e sistemas diferentes;
  • Garantir que a pessoa que acessou o site saia de lá com as expectativas atendidas.
  • Garantir que nada que seja importante tenha passado despercebido;
  • Reduzir as interações negativas que não temos controle e/ou não podemos prever quando pode acontecer.

Para se aprofundar mais sugiro ler este artigo.

43 – Vale a pena migrar do design gráfico para o web design?

Sim, claro. Na verdade acredito que é mais fácil fazer o inverso: começar no web/digital e depois estudar sobre design gráfico. E na verdade você não precisa fazer uma escolha abruta em um ou outro. Você pode trabalhar com os dois.

Eu tenho um vídeo onde falo um pouco sobre isso. Você pode assistir aqui.

44 – Dá para aplicar conceitos do design impresso na web sem perder muito do design?

O Web Design como já diz no nome é Design aplicado para web. Portanto conceitos de Design de uma forma geral são os mesmo para ambas as áreas.

O que difere, fundamentalmente, é que na web o Designer não se preocupa com os processos de impressão e sim como as cores, tipografia e outros elementos funcionam no digital. Também se preocupa com a adaptação do layout  a diferentes resoluções de telas de forma, para proporcionar uma ótima experiência do usuário.

45 – Como funciona o domínio de um web site, ou seja, o que é necessário para ter um?

Domínio é o endereço principal pelo qual seus visitantes poderão encontrar seu projeto na internet. Para adquirir um é preciso visitar algum site  responsável por registro de domínios, fazer uma pesquisa para verificar se o nome escolhido está disponível, efetuar um cadastro no site e posteriormente pagar a taxa de registro.

Para você obter mais informações sugiro a leitura deste guia detalhado.

46 – Criar um site a partir do zero ou utilizar plataformas como o WordPress?

O bom de aderir a plataformas como o WordPress é que você tem uma boa estrutura pronta. Só que ainda sim você terá muito trabalho.

Existem casos que você ou sua equipe terão que partir do zero, por exemplo, pela complexidade do projeto que requer um CMS próprio com funcionalidades que o WordPress não possui, ou até pela simplicidade de um site que não precisa de um gerenciador.

No geral depende do projeto, tempo disponível e do objetivo do site.

47 – Para ser um Web Designer é preciso saber desenhar?

designer precisa saber desenhar

Um Web Designer não precisa ser um desenhista da Pixar. O que ele precisa é saber expressar suas ideias, quando precisar, através do desenho. Coisa bem diferente de ser um Ilustrador. Eu explico melhor sobre esse tema nesse vídeo.

48 – O que você me indica para me sentir mais confiante para uma entrevista?

Como Web Designer eu te respondo que uma  das coisas fundamentais, é que você tenha um portfólio para apresentar. Isso mostrará que você está preparado.

Outra coisa importante é você ter bem em sua mente como é empresa e seus princípios. Investigue-a, sabia sobre a sua cultura e se prepare para entrevista.Saiba muito o que você tem de bom para resolver os problemas que o cargo pretendido proporcionará.

E seja você: seja sincero, não tente inventar ou bancar quem não é. Se for contratado, bem, senão bola para frente.

49 – Trabalhando com web eu terei tempo para minhas coisas, minha família e meus estudos?

Isso é bem relativo. Tanto como freela quanto como funcionário depende de inúmeros fatores. A grande questão é você saber utilizar o seu tempo e não deixar, caso ocorra, que outras pessoas mandem nele.

Trabalhar com web com certeza dá mais possibilidades para isso, porque você pode trabalhar de casa, o pessoal que tua na área tende a ter a mente mais aberta, você pode atuar de forma independente ,etc.

Entretanto tudo depende de como você se porta como profissional, como ajustas as suas prioridades e como organiza o seu tempo.

50 – Web Designer precisa saber de SEO?

Considero um diferencial. Em projetos freelancer é importante que você tenha pelo menos noções de SEO onpage.

Muito do sucesso de alguns projetos se dá graças ao grande número de visitas. Para conseguir visitas você pode pagar, fazendo anúncios, ou conseguir tráfego de graça e ultra segmentado que é através do SEO. É algo mais demorado e trabalhoso, mas vale a pena.

Neste artigo apresentamos as melhores práticas de SEO para Web Designers e Desenvolvedores. Vale a pena conferir!

Considerações finais

Procurei responder da melhor forma possível as 50 questões. Espero que as respostas sirvam para te dar um impulso na busca de seus sonhos e objetivos. E aproveito para pedir que você compartilhe com seus amigos que também tenham dúvidas sobre o mundo do web design e desenvolvimento web.

Caso tenha alguma dúvida que não foi tratada até aqui, sinta-se a vontade para descrevê-la nos comentários. Não sabemos tudo, porém aquilo que sabemos estamos dispostos, sempre que possível, a compartilhar com você da melhor maneira.

E aí? Você tem alguma coisa a acrescentar? Concorda ou discorda de alguma resposta?

Forte Abraço.

Até mais.

David Arty

Olá. Sou David Arty, fundador do blog Chief of Design.
Sou natural de São Paulo, Brasil. Trabalho com design, principalmente com design para web, desde 2009. Procuro transformar ideias loucas e complexas em peças simples, atrativas e funcionais.

  • Danilo Marra Rabelo

    excelente texto! Muito delas utilizo no meu dia a dia e pretendo melhorar cada vez mais Valeu!

    • Fala Danilo.

      Obrigado pelo comentário! 😀

      Valeu!

      Forte abraço.

  • fulanodigital

    Ótima compilação como sempre. Concordo muito com sua opinião sobre Wix.
    Não devemos nos preocupar muito, pois quem usa esta plataformas, não estaria disposto a investir uma quantia em um site, caso elas não existissem.
    Sobre as ferramentas de Webdesign, eu tenho usado uma nova no mercado (nem tão nova assim) que estou gostando muito: Affinity Designer. Se assemelha aos produtos da Adobe. Umas das maiores vantagens é o preço. Eu paguei 49 dólares, pagamento único.
    Cheguei a fazer uma rápida apresentação no meu canal. Se quiser dar uma olhada, o link é: https://youtu.be/YTtdh10PMXk

    Mais uma vez, parabéns pelo artigo, esclarecedor como sempre 🙂

  • Pingback: WebaDesign – Empresa de Webdesign – Desenvolvimento Web Design Macaé e Curitiba » Web Design e Desenvolvimento Web: 50 perguntas e respostas()

  • Almeida Jr

    Excelente iniciativa. Obrigado e parabéns!

    • Valeu, Almeida.

      Muito obrigado 😀

      Abraço.

  • Eu trabalhei um portal de notícias relacionadas ao turismo do estado da Bahia com uma loja virtual para venda de espaços publicitários. Fiz tudo certo, nada de errado no meu projeto. Com o tempo percebi que não tinha audiência o suficiente para que investissem no meu site. Conclusão: tem que saber também de SEO, investimento no Google Adsense, saber interpretar dados do Analytics, utilizar facebook, twitter, pinterest,… tudo isso para atingir seu público alvo e obter resultados.
    Acrescente o aprendizado do Marketing Digital moçada. Sucesso a todos.