11 grandes MULHERES na história do Design

Lista com 11 grandes Mulheres do Design mundial que fizeram história

11 grandes MULHERES na história do Design

Eae, tudo bele?

Aproveitando a época de copa do mundo feminina, decidi criar uma seleção de 11 grandes mulheres na história do Design.

Como em toda lista, provavelmente devo ter deixado algum nome de fora, mas procurei reunir alguns que marcaram história no mundo do design.

A intenção do vídeo é apresentar para você grandes nomes do design, caso você não os conheçam.  A lista que criei para esse vídeo é composta por:

Ellen Lupton

Ellen Lupton é uma das principais acadêmicas do design na contemporaneidade. Autora de mais de quinze livros, sete destes publicados em português. Formada em design gráfico, ela atua como professora e curadora de design do departamento de design do Cooper-Hewitt National Design Museum de New York e é diretora do programa de pós-graduação em Design Gráfico do Center for Design Thinking, um núcleo do Maryland Institute College of Art de Baltimore.

Fonte: http://www.abcdesign.com.br/entrevista-com-ellen-lupton/

Paula Scher

Paula Scher é uma das designers gráficas mais influentes do mundo. Seu trabalho foi exibido em todo o mundo e está representado nas coleções permanentes do Museu de Arte Moderna e no Museu Nacional de Design Cooper-Hewitt, em Nova York, na Biblioteca do Congresso em Washington, DC, no Museu de Arte de Filadélfia, Museu de Arte de Denver , o Museu Victoria and Albert, Londres, o Museu für Gestaltung Zürich e a Bibliothèque nationale de France e o Centre Georges Pompidou em Paris.

Fonte: https://www.pentagram.com/about/paula-scher

Patricia Moore

Patricia Moore é uma designer industrial americana, gerontologista e autora. Moore é um membro da Sociedade de Designers Industriais da América e em 2016 foi nomeado um dos mais notáveis ​​designers industriais americanos na história do campo.

Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Patricia_Moore

Gail Anderson

Gail Anderson é designer, escritora e educadora de Nova York. Ela é parceira, com Joe Newton, da Anderson Newton Design.

De 2002 a 2010, ela atuou como Diretora Criativa de Design na SpotCo, uma agência de publicidade de Nova York que cria obras de arte para a Broadway e para o teatro institucional. De 1987 a início de 2002, ela trabalhou na revista Rolling Stone , atuando como designer, vice-diretora de arte e, finalmente, como diretora sênior de arte da revista. E no início de sua carreira, Gail foi designer na Boston Globe Sunday Magazine e na Vintage Books (Random House).

O trabalho de Anderson recebeu prêmios de importantes organizações de design, incluindo a Society of Publication Designers, o Type Directors Club, o Instituto Americano de Artes Gráficas, o The Art Directors Club, o Graphis, o Communication Arts e o Print. Além disso, ele também foi incluído nas coleções permanentes do Museu de Design Cooper Hewitt, na Biblioteca do Congresso e nos Arquivos de Design Milton Glaser da Escola de Artes Visuais. Anderson foi destaque em revistas que incluem Computer Arts (Reino Unido), designNET (Coreia), kAk (Rússia), STEP Inside Design e Graphic Design USA.

Fonte: https://gailycurl.com/About-Contact

Jessica Walsh

Jessica Walsh  é uma designer gráfica americana, diretora de arte e ilustradora, e fundadora da agência criativa & Walsh. Palestrante sobre design em conferências criativas e universidades internacionalmente. Ela dá aulas design e tipografia na The School of Visual Arts, em Nova York. Seu trabalho ganhou inúmeros prêmios da maioria das principais competições de design, incluindo o Type Director’s Club, o Art Director’s Club, o SPD, o Print, o New York Festivals, o D & AD, o TDC Tokyo e o Graphis, entre muitos outros. Ela foi premiada com a Forbes “30 abaixo dos 30 principais criativos que projetam o futuro” e “10 criativos visuais” da Ad Age e o seu trabalho tem sido destaque em vários livros e revistas.

Ray Eames

Ray-Bernice Alexandra Kaiser Eames (15 de Dezembro de 1912 – 21 de Agosto de 1988) foi uma artista, designer e cineasta norte-americana que, em conjunto com o seu marido Charles, foi responsável por muitos ícones do design do século XX. Nasceu em Sacramento, Califórnia, filha de Alexander e Edna Burr Kaiser, e irmã de Maurice. Depois de viver em várias cidades durante a juventude, em 1933 graduou-se no Colégio Bennett, em Millbrook, mudando-se em seguida para Nova Iorque, onde estudou pintura expressionista abstracta com Hans Hofmann. Foi uma dos fundadores do grupo American Abstract Artists em 1936, tendo exibido obras na sua primeira exposição um ano mais tarde no Riverside Museum em Manhattan. Uma das suas telas está na colecção permanente do Museu Whitney de Arte Americana.

Em Setembro de 1940 inicia estudos na Cranbrook Academy of Art, no Michigan. Conhece Charles Eames durante a preparação de desenhos e maquetes para a competição “Organic Design in Home Furnishings”, e casar-se-iam no ano seguinte.[4]

Em 1943, 1944 e 1947, Ray Eames desenha várias capas para a publicação de referência Arts & Architecture. Durante o final da década de 40, cria vários padrões têxteis, dois dos quais foram produzidos pela Schiffer Prints, empresa que também produziu tecidos da autoria de Salvador Dalí e Frank Lloyd Wright. Peças originais destes trabalhos podem ser vistas em várias colecções de museus.

Ray Eames morreu em Los Angeles em 1988, dez anos depois do seu marido.

Fonte:https://pt.wikipedia.org/wiki/Charles_e_Ray_Eames

Cheryl D. Miller

Cheryl D. Holmes Miller possui mestrado em Design de Comunicações-Ciência pelo Pratt Institute, NY e Bacharel em Belas Artes pela Maryland Institute College of Art. Estudos da Fundação, Escola de Design de Rhode Island. Ela é dona de um antigo empresário; Cheryl D. Miller Design, Inc., 

Ganhou inúmeros prêmios na área do design, como: Prêmios de Mérito Especial, Associação de Artes Gráficas; Melhor da Categoria, Prêmios PIA; Prêmio de Excelência, Prêmios PIA; Excelência Gráfica, Prêmios Neenah Paper; Certificado de Excelência, o Clube de Direção de Arte de New Jersey; Vários Prémios de Excelência:  Prémios do Clube de Direção de Arte, Prémios  Desi Awards, Prémios Peabody, Prémios Crystal Awards,  Mulheres de Negócios do Ano,  Prémio Ceba, B Roadcast Design Awards.

Fonte: https://www.cdholmesmiller.com/about-the-designer

Cristiana Grether

Bacharel em Design Gráfico pela Universidade PUC do Rio de Janeiro, ganhei uma bolsa de estudos da OEA para obter um diploma de mestrado no Instituto Pratt de Nova York, em Comunicação Visual e Tipografia. Entre estudar e trabalhar, passou 6 anos lá, retornando ao Brasil em 2002. Durante os 6 anos de volta ao Rio, trabalhou em uma Consultoria de Branding e em uma Agência de Design Experiencial para clientes como P & G, Nokia, Natura Cosméticos e Petrobras Petróleo. Em 2007, mudou-se para Londres para me juntar à Landor Associates, desenvolvendo sistemas de identidade de marca para clientes como a British Gas, a Sony, a KLM, a Jet Lite e a Ernst Young.

Em 2011, juntou-se a The Coca-Cola Company para criar um Centro de Excelência de Design em sua unidade de negócios no Brasil e depois me mudar para a sede em Atlanta em 2015 para desenvolver as capacidades do Design Thinking em 207 países do mundo. E em 2019, chegou à Danone EDP para formar sua primeira equipe global de design e evangelizar uma nova Design Vision em todo o mundo.

Fonte: https://www.linkedin.com/in/crisgrether/

Melise Flores

Sócia da Anatomia Branding & Design, coordenou por 4 anos a operação brasileira do estúdio, que hoje conta com portfolio premiado nacional e internacionalmente. É designer especialista em branding e ilustradora. Já atendeu clientes regionais (Grupo RBS, Zero Hora, Melissa, Grendene, VT Soluções), nacionais (Fulbright Brasil, Grupo Newell Rubbermaid, GAD Design) e internacionais (Toyota, Carma Technology, B&A, Lifebox Foundation).

Atualmente divide-se entre projetos de branding e design para clientes e seu trabalho autoral como ilustradora, tendo realizado sua primeira exposição aberta ao público, “Ciclos”, em Maio de 2019 em Porto Alegre.

Fontes: https://www.meliseflores.com/sobre-mim/

Ana Couto

Designer formada pela PUC-Rio, concluiu o mestrado em Visual Communication no Pratt Institute, em Nova York, com outstanding merit. Tem especialização em Branding na Kellogg School of Management em 2008 e, em 2015, formou-se no curso OPM (Owner/President Management Program), na Harvard University.

Fundou a agência Ana Couto em 1993, com a proposta de trabalhar o Design como ferramenta para construir Marcas fortes. Desde então, expandiu a oferta da agência para um serviço integrado, que vai da Estratégia de Marca à Propaganda. Trabalha no desafio de negócio dos clientes alinhando sua visão de integrar Marca e negócio com a construção de valor efetivo para os projetos da agência, envolvendo o time com mais de 80 profissionais, multidisciplinares e com diferentes backgrounds.

É referência em Branding no Brasil e constrói, há mais de 25 anos, valor de Marca para clientes como BASF, Beach Park, Buscapé Company, Caixa Seguradora, Youse, Itaú Unibanco, P&G, Rio Galeão, Rosa Chá, Vinci Partners, Teleperformance, entre outros.

Fonte: http://www.anacouto.com.br/author/ana-couto/

Ruth Kedar

Ruth Kedar é uma designer gráfica brasileira, conhecida por ter sido a criadora do logotipo da Google.

Em 1971, sua família emigrou para Israel onde ela se formou em Arquitectura no Technion, o instituto israelita de tecnologia. Em 1985 foi admitida na Universidade de Stanford, no estado norte-americano da Califórnia, onde completou seus estudos de pós-graduação em Design.

O sucesso da sua tese “cartas de baralho” resultou em ser requisitada pela Adobe Systems para ser um dos criadores do Adobe Deck.

Ela é um dos fundadores do Art.Net, onde ela tem o seu estúdio de arte online desde 1994. Foi professora do Departamento de Arte na Universidade de Stanford de 1988 a 1999. Foi durante aquele tempo em Stanford, em que conheceu a Larry Page e Sergey Brin e enquanto foi encomendada por a concepção do logotipo do Google.

Ruth Kedar recebeu vários prêmios em design e a suas obras de arte são exibidas nos Estados Unidos e internacionalmente.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ruth_Kedar

Sabrina lopez

Sabrina Lopez produz tipografias que viajam pelo mundo através da sua typefoundry, a Typesenses. Designer gráfica formada pela Universidade de Buenos Aires, se especializou pela [email protected], em Nova York. Sabrina desenvolve pessoalmente cada etapa do projeto de suas fontes. Estudou caligrafia com os melhores professores em Buenos Aires e no exterior. Palestrante em território nacional e internacional, suas fontes costumam constar em listas de Best sellers, reconhecidas entre as fontes mais populares do My Fonts e selecionadas dentro da categoria de “Títulos” na Tipos Latinos.

Fonte: http://2018.diatiposp.com/speaker/sabrina-lopez/

Seleção de Designers: 11 grandes MULHERES na história do Design

Acredito que todos essas Designers fizeram história e contribuíram para o que temos hoje na área do design de um modo geral.

No vídeo, além de citá-las, eu falo o porquê escolhi cada um e conto um pouco sobre sua obra e história. O vídeo é sucinto e direto ao ponto, por isso você conferir agora mesmo esses 11 grandes nomes do Design mundial. Assista agora 😀

Então é isso, Galucho! Se você gostou desse vídeo deixe o seu like e compartilhe com seus amigos eu tiverem interesse 😀

E ajude a gente se inscrevendo em nosso canal no Youtube (clique aqui para conhecer o canal).

Compartilhe a sua opinião, dúvida e/ou experiência deixando o seu comentário abaixo, bele? 😀

Agora para encerrar eu quero aproveitar a oportunidade para te avisar que estamos com inscrições abertas para o nosso curso de Fundamentos do Design Visual. O curso Fundamentos do Design Visual é focado nos fundamentos, conceitos e princípios do Design Visual.

⭐️Curso Fundamentos do Design Visual⭐️
Saiba mais ➡ https://www.fundamentosdodesign.com.br

Curso Fundamentos do Design Visual

Forte abraço.

Até mais.

David Arty

Olá. Sou David Arty, fundador do blog Chief of Design.
Sou natural de São Paulo, Brasil. Trabalho com design, principalmente com design para web, desde 2009. Procuro transformar ideias loucas e complexas em peças simples, atrativas e funcionais.